Nosso Blog

Entre em contato

O renascimento da gordura – mitos e verdades

O renascimento da gordura

10 mar O renascimento da gordura – mitos e verdades

O renascimento da gordura – mitos e verdades.

A reputação da gordura teve uma reviravolta dramática nos últimos anos.

Por décadas, muitas pessoas optaram pelas opções de ‘baixo teor de gordura’ para evitar ganho de peso ou risco de doença cardíaca.

Agora é prática comum as pessoas adicionarem manteiga ou óleo de coco ao café da manhã, com a popularidade de dietas ricas em gordura, como a “dieta cetogênica”.

À medida que a ciência da nutrição se desenvolve, temos uma maior compreensão do papel que as gorduras específicas desempenham na saúde – um verdadeiro renascimento da gordura.

Dessa forma, evidências crescentes mostram que as gorduras como as encontradas em azeite, peixes como o salmão, nozes, abacate etc. são uma parte essencial da dieta e estão relacionadas a muitos benefícios à saúde.

O macronutriente encontrado em produtos de origem vegetal e em algumas carnes está mais do que liberado.

As gorduras trazem uma série de benefícios ao organismo, como a redução do colesterol ruim, o LDL, a regulação dos níveis de insulina e a diminuição da pressão arterial.

O Dr. Diogo Simão, médico nutrólogo aqui do Espaço Volpi explica:

“Você pode compor sua alimentação com no mínimo 30% e no máximo 70% de gorduras boas”.

Algumas fontes dessas gorduras são:

Abacate
A fruta é excelente fonte de gordura saudável.

As “nuts” são ricas em ômega-3, em especial as nozes.

Peixes
Salmão, atum, sardinha e truta também contêm boas doses de ômega-3.

Linhaça
Rica em ômega 3, você pode colocar um pouco sobre o iogurte, a salada e aproveitar que além da gordura, a semente tem proteína também.

Azeite
Vale adicionar o azeite às preparações ao invés do difundido óleo de soja. Use-o para temperar saladas, para dar sabor a peixes e carnes magras.

Chia

Cheias de ômega-3, fibras, proteínas, minerais e antioxidantes, não é surpresa a semente ter recebido a fama de superalimento. Adicione um punhado à salada, ao suco, à tapioca, ao iogurte… 

Chocolate amargo

Além de gorduras boas ele contém uma série de vitaminas e minerais.

Por outro lado, as gorduras criadas pela indústria alimentícia como o óleo de soja, de canola, a margarina, rica em gorduras trans,  permanecem ligadas ao risco de desenvolver doenças cardíacas.

Como aproveitar as gorduras?

Concentre-se em fontes saudáveis de gordura e que são encontradas naturalmente na natureza e tenha em mente o total de calorias em um produto.

Os produtos “amigáveis ao ceto” devem ter pouco carboidrato e usar fontes saudáveis de gordura.
A gordura pode ser usada para ajudar no paladar de produtos com baixo teor de açúcar.

Segundo o Dr. Diogo Simão, diversos estudos comprovam que as gorduras encontradas naturalmente na natureza, sejam elas  insaturadas, polinsaturadas ou mesmo saturadas, não fazem mal à saúde e não trazem consigo o risco de problemas cardiovasculares.

Isso é um mito que continua vivo na mente de muitas pessoas. O que acontece é que durante muito tempo, de forma errônea, as gorduras naturais foram consideradas vilãs da saúde.

As reais vilãs ao bom funcionamento do organismo são as gorduras criadas pela indústria, as artificiais como  as gorduras vegetais hidrogenadas (margarina), os óleos vegetais polinsaturados (soja, milho, canola, etc.).

Por meio do processo de hidrogenação industrial, formam os isômeros trans, popularmente conhecidos como gorduras trans.

Ao passarem pelo processo, as moléculas de gordura são quebradas e a cadeia se rearranja. E e essa nova gordura que faz um estrago nas artérias.”

Portanto, a gordura trans causa alteração no metabolismo lipídico. Quando ela é ingerida em grandes quantidades, tem o poder de aumentar os níveis de colesterol ruim (LDL) e de diminuir os níveis de colesterol bom (HDL).

Os produtos que mais contêm gordura trans são biscoitos, bolachas recheadas, pipocas de micro-ondas, chocolates, sorvetes, bolos, salgadinhos de pacote, batatas fritas e todos os alimentos que têm margarina na composição.

Fique atento pois muitos alimentos light também possuem gorduras trans e devem ser evitados.

Então, para descobrir se determinado alimento possui gordura trans em sua composição, é preciso verificar o rótulo. Caso esteja escrito “gordura hidrogenada” ou “gordura parcialmente hidrogenada”, é sinal de as gorduras trans estão ali presentes.

E quando falamos de renascimento da gordura, estamos falando de gorduras naturais.

Quero agendar uma consulta

Your html code will go here