Conheça 5 motivos para incluir a astaxantina em sua dieta

02 ago Conheça 5 motivos para incluir a astaxantina em sua dieta

Quando o assunto é poder antioxidativo, a astaxantina tem seu lugar de destaque absoluto na luta contra os radicais livres. Além de ser um potente antioxidante, também possui propriedades antifadiga e anti-inflamatórias, além de muitos outros benefícios para a saúde.

A astaxantina é um carotenóide que vem se tornando cada vez mais popular. Esse carotenóide está presente em certas algas marinhas e percorre uma variação de cores do vermelho a rosa. Ela também podem ser encontrada em tipos específicos de frutos do mar (como camarão, caranguejo, lagosta) e também é responsável pela cor avermelhada da plumagem do flamingo e da carne do salmão, onde esse carotenóide é encontrado em maior concentração.
“A astaxantina é um carotenóide assim como licopeno e betacaroteno, porém seu poder antioxidante chega a ser 100 vezes maior quando comparado à outros carotenóides”, explica a nutricionista do Espaço Volpi, Mônica Frutuoso.
Isso significa que a astaxantina é uma grande aliada contra o processo natural de envelhecimento do organismo chamado oxidação. Este processo pode ser um fator decisivo no surgimento de muitas doenças e alterações do organismo conforme envelhecemos.
E para completar, além de ser um poderoso antioxidante com ótimos benefícios para a saúde, ao contrário de outros antioxidantes, como beta-caroteno, zeaxantina, vitamina E, C, D e selênio, a astaxantina nunca se torna pró-oxidante no organismo. Isso quer dizer que sua ação não causa nenhum tipo de dano às células e tecidos do organismo, tornando a astaxantina uma opção segura para ser inserida na dieta alimentar.

A seguir, confira 5 motivos para inserir a astaxantina na sua rotina alimentar:

Combate doenças Cardiovasculares
Muitos estudos com animais tem demonstrado que a astaxantina ajudou a reduzir marcadores de stresse oxidativo em doenças cardiovasculares.
Além disso, a astaxantina pode ter um benefício positivo na aterosclerose em particular, condição na qual as artérias se tornam mais estreitas e menos flexíveis à medida que a placas de gordura se acumulam no interior das paredes das artérias.
O estresse oxidativo e a inflamação contribuem para o acúmulo de placa nas artérias, e os suplementos de astaxantina diminuem esses dois problemas.
Outro estudo de 2006 da Trusted Source examinou os efeitos da astaxantina em ratos com pressão alta e os resultados indicaram que ela pode ajudar a melhorar os níveis de elastina e a espessura das paredes arteriais.
A astaxantina ainda desempenha um papel na redução do colesterol elevado, aumentando o fluxo sanguíneo e relaxando os vasos sanguíneos. A combinação dos três efeitos positivos resulta em um coração saudável.

É benéfica para a saúde dos olhos
À medida que nossos olhos envelhecem, é comum percebermos que nossa visão vai perdendo sua eficácia, os contornos já não são tão nítidos e as vezes algumas manchas começam a se desenvolver em nossa vista. Embora muitas vezes a perda de visão seja um resultado natural do envelhecimento, a astaxantina, no entanto, pode ser capaz de combatê-la.
Um estudo em camundongos de 2008, publicado no Journal of Pharmacy and Pharmacology, demonstrou que a astaxantina previne o dano oxidativo na retina.

Em outro estudo, um suplemento à base de astaxantina com vários outros ingredientes mostrou aumentar a produção de lágrimas e ajudou pacientes que sofriam de síndrome do olho seco.
A astaxantina pode até ajudar a reduzir algo tão simples e cumulativo como a fadiga ocular. Em um estudo, um suplemento contendo astaxantina e alguns outros ingredientes (como a luteína) facilitou a melhora significativa tanto em sintomas, como visão embaçada, quanto outros tipos de estresse relacionados à visão, como ombros e pescoços tensos.

Ajuda a combater a fadiga
A astaxantina proporciona excelente recuperação do exercício, ajudando
na recuperação dos músculos, aumentando a resistência, e melhorando os níveis de energia.
Não é mais um segredo que o estresse físico intenso, como o exercício, leva a altos níveis de estresse oxidativo e que o uso de antioxidantes (na forma de suplemento) é considerado eficaz para suportar os sistemas de defesa do corpo e melhorar a regeneração.
Acredita-se que a astaxantina faça com que os radicais livres sejam eliminados mais rapidamente e de forma mais eficiente.
Um estudo duplo-cego placebo-controlado com 40 estudantes receberam um placebo ou 4 mg de astaxantina por dia.
A força e a resistência foram determinadas pelo número de agachamentos (40kg) que a pessoa tinha que realizar sob condições padronizadas.
A força e resistência aumentaram em média 61,74% no grupo da astaxantina.
Em comparação, o grupo placebo apenas “melhorou” em 23,78%.
Essencialmente, isso significa que os participantes que receberam a astaxantina ganharam força e resistência 3 vezes mais rápido do que suas contrapartes que receberam o placebo.
Em outros estudos, ratos tiveram que correr em uma esteira até a exaustão. No final, verificou-se que os ratos que receberam astaxantina natural tinham menor dano oxidativo para os músculos do coração e da panturrilha do que o grupo controle que teve que correr sem astaxantina.

Promove saúde para a pele
Muitos estudos também mostraram benefícios a nível de envelhecimento, principalmente para a pele, comenta Mônica Frutuoso (Espaço Volpi)
Em amostras de células humanas, a astaxantina freia uma cascata de reações causadas pelos raios UVA, o que sugere que ela mantém a pele firme e reduz as rugas.
Os estudos são claros e consistentes e mostram excelentes resultados para ajudar com os níveis de umidade da pele, suavidade, elasticidade, rugas finas e manchas ou sardas.

Reduz a inflamação
As inflamações geralmente estão associadas a grande parte das doenças, desde diabetes até câncer. Os cientistas estão começando a investigar anti-inflamatórios como uma possível solução para muitas dessas doenças complexas.
Em vários estudos em animais e humanos, a astaxantina demonstrou reduzir o estresse oxidativo e a inflamação, ao mesmo tempo em que apoia a resposta imunológica, se mostrando um potente anti-inflamatório e analgésico, bloqueando diferentes substâncias químicas no corpo que provocam a dor.

Astaxantina em cápsulas – Crédito: Depositphotos

Dicas de cosumo
Embora a astaxantina possa ser encontrada em muitos alimentos, é muito difícil consumir a quantidade diária necessária para que seus benefícios sejam efetivos.

“A quantidade ideal de consumo seria no mínimo 0,5 kg de salmão selvagem por dia. Porém, como isso é quase impossível, muitos suplementos já foram desenvolvidos para ajudar a atingir a quantidade recomendada”, esclarece Mônica Frutuoso (Espaço Volpi).
A astaxantina é recomendada na dosagem de 6-8mg por dia.
Devido ao fato de ser um carotenóide e sua relação com o metabolismo da vitamina A (uma vitamina solúvel em gordura) é indicado que ela seja ingerida durante as refeições.

Por Equipe Espaço Volpi – revisão final por Mônica Frutuoso (nutricionista do Espaço Volpi)

Gostou deste artigo? Então enriqueça este artigo com seu comentário, registre a sua opinião e compartilhe conosco suas experiências!