Adoçantes, Mitos e Verdades

16 nov Adoçantes, Mitos e Verdades

Os adoçantes artificiais fazem parte do dia a dia de muita gente. Desde quando apareceram no mercado, os adoçantes foram rapidamente adotados por milhões de pessoas que viviam às voltas com problemas de peso. Com o passar dos anos houve o entendimento que só trocar o açúcar pelo adoçante não era mais garantia de sucesso em um tratamento para emagrecer. Começaram a surgir boatos e acusações contra os adoçantes e os riscos de doenças graves passaram a ser atribuídos ao aspartame, ao ciclamato e a vários outros. Mais recentemente, começaram a aparecer resultados de pesquisas sugerindo que o adoçante engorda.
Uma hora o adoçante é vilão, em outra, é inocentado e pode ser consumido.
Para esclarecer algumas dúvidas, listamos alguns Mitos e Verdades sobre os adoçantes; confira:

1- Qualquer um pode consumir

MITO
Pessoas com pressão alta ou insuficiência renal devem verificar as taxas de sódio nos adoçantes. A sacarina e o ciclamato têm níveis elevados dessa substância. Já o aspartame é proibido para portadores da fenilcetonúria, doença genética que causa o acúmulo da fenilalanina (aminoácido encontrado principalmente em alimentos ricos em proteínas) no organismo.

2- Stévia e sucralose são os mais recomendados

VERDADE
A stévia é natural e apesar do sabor residual forte, é o adoçante mais recomendado por médicos e nutricionistas podendo ser ingerida até por gestantes e crianças. Segundo estudos, a sucralose também não apresenta nenhuma ressalva.

3- Mulheres Grávidas não devem ingerir adoçantes

PARCIALMENTE VERDADE
Ainda não existem dados conclusivos sobre a relação entre o consumo de adoçantes por mulheres grávidas e má formações fetais. Diabéticas e mulheres que precisam controlar o ganho de peso podem ingerir adoçantes durante a gravidez, dando preferência para a sucralose, acessulfame K, estévia e aspartame.

4- Adoçantes causam câncer

MITO
Estudos realizados até o momento não comprovaram a relação dos adoçantes com o desenvolvimento de câncer.

5- Adoçante engorda

PARCIALMENTE MITO
Os adoçantes possuem pouco ou nenhum valor calórico e, portanto, não engordam diretamente. Indiretamente, existem estudos que sugerem que o consumo constante interfere na regulação natural da fome. Ao consumir um alimento adoçado artificialmente, nosso corpo se prepara para receber um doce, mas esse açúcar não vem. Isso provoca alterações na saciedade e faz com que comamos mais, ou seja, acabamos engordando.

6- Crianças não devem consumir adoçantes

MITO
O crescente número de crianças obesas ou com sobrepeso pode justificar a substituição do açúcar por adoçantes. Crianças diabéticas também podem fazer uso do produto, mas sempre com orientação médica e nutricional.
Por Equipe Espaço Volpi
Gostou deste artigo? Então enriqueça este artigo com seu comentário, registre a sua opinião e compartilhe conosco suas experiências!