Como cuidar da alimentação durante o inverno?

alimentação no inverno

05 jul Como cuidar da alimentação durante o inverno?

No inverno, o corpo pede por mais alimento para armazenar energia. Essa é uma necessidade natural, porque são necessárias mais calorias para combater o frio. Mas como conciliar isso com as dietas?

Essa vontade de comer alimentos mais calóricos, como doces e massas, é normal porque nosso organismo precisa de mais energia para combater o frio do ambiente externo. Mas, para não engordar nessa época do ano – o que geralmente acaba acontecendo – a dica é manter a atividade física para gastar as calorias extras e compensar a alimentação mais calórica que acabamos ingerindo.

O que a maioria das pessoas consome nessa época são sopas, fondues e vinhos. Mas podemos melhorar a qualidade desses alimentos.

Sopa

Na sopa, por exemplo, que costuma levar arroz e macarrão – que são amido e carboidrato, pode-se trocar por batata doce ou batata salsa e usar bastante vegetais (brócolis, couve-flor, abobrinha, beringela, cenoura e gengibre – este último ajuda no sistema imune, inclusive).

fondue

Já no caso do fondue, em vez de usar o chocolate ao leite que é rico em gordura, pode-se substituir por chocolate com 60 ou 70% de cacau. E no lugar de biscoitos, frutas como morango, banana, kiwi ou queijos mais magros como mussarela de búfala ou queijo minas.

vinho

O consumo de vinho é moderado. É aconselhados uma taça para mulheres – cerca de 120ml, e para o homem duas taças, por dia. Como todo álcool desidrata o organismo, a dica é acompanhar com a ingestão de água.

pinhão

pinhão, que acaba sendo visto como vilão por ser um carboidrato, também é rico em fibras. Em 100 gramas de pinhão, tem 15 gramas de fibra, o que às vezes nem conseguimos ingerir na alimentação do dia a dia. Então, indicamos um punhado de 100g de pinhão por dia, para fortalecer o sistema imune e fornecer vitaminas, além de ser um alimento bem versátil que dá para consumir, puro, refogado, com legumes, etc.

água

Por fim, é preciso lembrar de consumir água, pois, costumamos sentir menos sede no inverno e acabamos desidratados sem saber. Pode-se optar por fazer água saborizada, colocando lascas de gengibre ou folhas de hortelã, e também investir nos chás (gengibre, hortelã, maçã, canela, etc). Os chás não substituem a água, mas podem ser boa alternativa para se manter aquecido e hidratado.

Fonte